«

»

ago
20

Autoridade e Cobertura Espiritual

TEXTOS BASE: Hebreus 13.17

Obedecei aos vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam pelas vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

Deus tem o desejo de ver a sua igreja crescendo e avançando a cada dia, mas muitos cristãos acabam passando despercebidos por um princípio muito importante que é honrar, obedecer e sujeitar-se a sua liderança espiritual. O texto da carta aos Hebreus  fala que se não obedecemos e nos sujeitamos a nossos pastores ele irão se entristecer e fazer a obra de Deus “gemendo” e isso não é bom para ele e nem para a sua igreja. Vamos refletir em alguns exemplos citados pelo Pb. José Sérgio neste domingo:

 

1º) A AUTORIDADE É CONSTITUIDA POR DEUS:  Em Efésios 4.11-12 vemos que as lideranças espirituais foram investidas de autoridade de Deus para aperfeiçoar os santos na obra do ministério. É uma das funções do pastorado corrigir e ensinar as ovelhas do Senhor para que elas façam a obra de Deus da forma correta.

Responda a uma pergunta simples: Quando você foi corrigido pelo seu pastor (ou líder) qual foi a sua atitude? Como você se sentiu e como agiu depois da correção? Como ovelhas reagem a correção?

 2º) DEVEMOS OBEDECÊ-LA: Obedecer, segundo o dicionário é seguir os comandos e restrições de alguém e também Deixar-se conduzir. Vemos no exemplo de Saul (1º Sm. 15.13-26) que Samuel havia passado uma ordem de Deus a qual  não foi obedecida, a partir desse momento Samuel foi rejeitado por Deus como rei em Israel. Saul não estava desobedecendo a Samuel que lhe dera a ordem, mas a Deus que usou-se de Samuel para dar direção a Saul.

 3º) DEVEMOS NOS SUJEITAR A ELA: Sujeitar-se significa colocar-se debaixo de alguém e submeter para sofrer alterações ou modificações, em outras palavras, podemos dizer que sujeitar-se a uma liderança que foi estabelecida por Deus só irá nos fazer bem e quando aceitamos a cobertura espiritual estamos aceitando o cuidado de Deus para conosco. Não basta apenas obedecer mas sim aceitar a cobertura espiritual que ela nos traz (dar exemplo do guarda-chuva). Timóteo foi discipulado pelo apóstolo Paulo e mesmo depois de ser enviado a dirigir a igreja de Éfeso continuava sendo discipulado e recebendo a cobertura espiritual (2ª Tm 1.2, 13 e 2.1-2).

 

Precisamos aprender a importância da cobertura espiritual em nossas vidas e viver num nível de coração que nos faça aceitar a repreensão (“Fira-me o justo, será isto uma benignidade; e repreenda-me, isso será como óleo sobre a minha cabeça; não recuse a minha cabeça…” – Salmo 141.5) para vivermos o melhor de Deus para nós.

Que morra o nosso ego e que viva Cristo em nós!    

 

Ministrada pelo Pb. José Sergio em 19 de Agosto de 2012.

 

   Ouça a pregação abaixo.  

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.